23 dezembro 2006

Diversão divertida

É, eu bebi de terça pra quarta, mas se a noite não tivesse terminado como foi tenho certeza que o meu dia seguinte não teria sido tão merda.
Simplesmente não aguentava mais ficar dentro daquela casa, a agressão já estava me matando, então dei meu jeito e consegui, mesmo não tendo sido chamada, encontrar os meninos.
(naquele dia eu só queria ter saído com o "peguete" e me divertido com ele um pouco, mesmo não tendo falado pessoalmente com ele esperei durante o dia uma resposta ao meu torpedo - preciso tentar entender o q aconteceu comigo)
Bom, então, lá com eles, já irritada e tendo que ouvir que precisava de um calmante, acompanhei-os na cerveja. Realmente a noite foi divertida, apesar do choro com o meu amigasso e da tentativa de reaproximação (sem putaria) com o outro garoto.
Se me perguntarem o q aconteceu aquela hora, eu não sei. Discutimos nem sei porquê e brigamos. Que merda!!!
Eu só precisei de plasil, cimetidina, buscopan e valium no outro dia e nem deu pra viajar. A cerveja ajudou, mas a briga foi fundamental, eu me conheço.
*************
Depois dos dias em que me senti bem, querida e lembrada, não entendi mais nada. Pensei várias vezes em como agi, e acho q só respondi do mesmo jeito com que fui tratada, não estava grudenta. OU fui, sei lá, cada um entende de uma maneira diferente.
Ah, lembrei, depois a briga era porque eu não era diferente do que sou (bom, isso pra não ser mais explícita pq realmente não entendi o problema - tá, comentário em off).
Cara... eu odeio ser assim, ficar pensando numa coisa que não será diferente, ter que ficar especulando para tentar me sentir melhor. Até pedir desculpas para uma pessoa que foi metida na conversa do nada, eu pedi.
E pra quem eu queria pedir desculpas de verdade por sair da linha, não consegui, ele devia estar dormindo, ou quem sabe não atendeu ao tel de propósito ( o que eu faria).
*************

16 dezembro 2006

Summertime

Composição: G. Gershwin, D. Heyward, I. Gershwin

Summertime, time, time,
Child, the living's easy.
Fish are jumping out
And the cotton, Lord,
Cotton's high, Lord, so high.

Your daddy's rich
And your ma is so good-looking, baby.
She's looking good now,
Hush, baby, baby, baby, baby, baby,
No, no, no, no, don't you cry.
Don't you cry!

One of these mornings
You're gonna rise, rise up singing,
You're gonna spread your wings,
Child, and take, take to the sky,
Lord, the sky.

Until that morning
Honey, n-n-nothing's going to harm you now,
No, no, no, no, no, no, no, no, no, no, no, no, no, no, no, no,
No, no, no, no, no, no, no, no, no, no, no, no, no, no, no, no,
No, no, no, no, no, no, no, no, no,
Don't you cry,
Don't you cry,
Cry.

15 dezembro 2006

eu em Ctba

Me aventurei em solo curitibano. Fui ver a Denise e a Carla. POr ter que esperar um tanto para vê-las quando cheguei fui assistir happy feet (o filme do pingüim que sapateia). Comemos uma pizza gigantesca, que em 11 pessoas só duas conseguiram comer mais meio pedaço.
E no outro dia pela manhã, eu estava com febre alta!! Ai, que droga.
A Carla muito querida foi me ver depois do trabalho e me levou um suco (muito bom, por sinal), e depois fomos pra casa dela assistir "O código Da Vinci".
Bom, não aproveitei a cidade, praticamente não vi nada, mas vi as minhas 2 queridonas que não via há anos!!!
Conheci a "galera" delas (pelo menos uma parte).
tem fotos, que depois posto.

08 dezembro 2006

A razão de estar aqui

Vim pra tirar carteira de motorista, melhor, terminá-la pq já havia iniciado o processo no DETRAN há uns 4 anos (tem noção???) e ia caducar agora em Dezembro, então dei um jeito e vim pra esse buraco. Fiz aulas de direção, balisa, e ontem foi o teste, e eu passei.
Estou habilitada, mas sem habilitação.
Ainda não sei exatamente o dia em que volto pra Vitória, mas volto.
******************

Ai, eu tô com saudade da Milu!!

05 dezembro 2006

04 dezembro 2006

Canoagem


A minha aventura em Wenceslau me deu a oportunidade de ir à canoagem no sábado(AO BAILE - aqui no interior tem baile). A banda era ruim, a cerveja estava quente e não lotou, mas mesmo assim foi bom. Estava com meus primos q vejo de tempos em tempos, nos divertimos, dançamos muito e revi relativamente bastante gente. O Vi q conheço desde os meus 5 anos de idade, a Maíra (irmã do Tiago Alves q era pequenininha de tudo e virou um mulherão q nem se lembrava de mim), a Ingrid q estudou comigo no positivo, o Rebert (com quem nem fui falar pq estava com namorada a qual tenho quase certeza q fez plástica no nariz), a Francine q jogou vôlei comigo.
Me diverti muito e acordei imprestável e estou com dores musculares até hoje (não fiz nada demais, só não estou acostumada a usar salto alto, nem tenho o hábito de dançar como uma louca aos finais de semana).
Bom, sexta tem mais. A Nádia que é uma pipoca quando o assunto é farra, me fez prometer sair com ela. Vai ser bom como sempre.

25 novembro 2006

rotina

Eu quero viajar logo para voltar logo, para o ano terminar logo.
Preciso de uma rotina!
Que eu não consiga um emprego, tudo bem, quero fazer um curso de língua, me exercitar. Essa coisa de não ter o q fazer o dia todo é uma saco!
Muitas vezes é necessário, com um dia a dia estressante, mas empre??
Bom, sei lá.
Eu preciso mesmo é conhecer gente nova, sair, rir, me divertir.
Estou tão por fora que ninguém me chama pra sair, nem sei se os meus amigos estão saindo com outras pessoas, se têm ficantes, essas coisas. Aí cometo gafes!

18 novembro 2006

Tô lendo!




O livro é muito bom em vários aspectos, mas o autor exagerou em "fazê-los" pessoas extremamente arrogantes, chega a ser chato quando começa.

17 novembro 2006

10 novembro 2006

Últimos acontecimentos


Meu aniversário, e eu estava em Petrópolis.
Mudança para Vitória.
Chegada do meu pai.
Aniversário da minha irmã na pizzaria.
Falecimento do meu avô.
Casamento do meu primo.
Chegada da mudança.
CAnsaço, tristeza, alegria em tão curto espaço de tempo, por isso não postei, mas voltei!

19 outubro 2006

sono e irritação

Chegando à rodoviária do Rio, a Milu bêbada por causa do sedativo, eu com sono e irritada por que a Milu estragou o zíper da caixinha de transporte, atravessei a rodoviária pelo pátio dos ônibus, chegando à área de embarque 1 guarda vem correndo na minha direção e assoviando, antes que ele chegasse perto eu já peguei a Milu no colo e continuei em direção ao guichê.
No guichê o atendente me perguntou se o cachorro tinha documentação. Tem. Pode me apresentar?Posso ver? Eu a levantei para que pudesse vê-la. O cara levou um susto e depois caiu na risada, o outro atendente não parava de rir e quando eu percebi o que fiz não agüentei, ri muito.
Bom, quase não me deixaram embarcar com ela, porque a piranhuda tinha estragado a caixa e não queria ficar lá dentro.

18 outubro 2006

inutilidade do dia

Você acredita que alguém não saiba fazer brigadeiro???
Eu não sei. Eu sei quais os ingredientes, sei juntá-los, mas ele fica mole. Por mais que eu mexa, por mais tempo que fique no fogo, continua mole.
Ridículo, eu sei, mas me frustra!
Aí eu engano, coloco biscoito de maizena e vira "palha italiana".

***********
Tá, voltando às coisas "sérias". Tô indo pra Petrópolis, infelizmente não pra ficar, e volto pra essa merda aqui.

***********

Eu odeio morar nesta cidade!

16 outubro 2006

E...



E se der certo??
E se eu conseguir passar na prova de transferência???
Tá, eu não quero ficar em Vitória, em Petrópolis tem sido difícil, outra alternativa.
Caraca, dá medo mudar as coisas de uma hora pra outra!!

06 outubro 2006

Sobre morrer na praia

É verdade, a sensação é essa mesmo. E se pensar bem é o que está acontecendo.
Nada do que deveria estar acontecendo no momento está acontecendo, houve um retrocesso, e nem adianta que eu não vou parar de reclamar.
Ação. É a palavra mais usada no momento por quem está por perto. Muito fácil falar, mas me dar idéia de como agir, alguém diz?? Não. Porque não tem o que fazer!!!

*****************

Sobre o emprego.
Ainda não me deram resposta sobre o emprego. Fiz uma entrevista, um teste de vendas, mas até agora o telefona não tocou.

05 outubro 2006

03 outubro 2006

Emprego

Eu nunca tive um salário na vida, nunca precisei trabalhar, ainda não me formei.
Este é o segundo ano em que tento pelo menos um emprego temporário, e eu quero muito.
E é engraçado ter que entregar currículo quando você não tem o que escrever, não tenho experiência, nunca trabalhei antes. Então o que leio é meu histórico acadêmico, e as poucas coisas úteis dentro de uma empresa que sei fazer (mexer no computador, entender um pouquinho só de inglês e entender espanhol), pq de resto... não sei em que poderia me ajudar ter trabalhado uma vez na campanha de vacinação contra poliomielite, ou ter jogado vôlei.
Só tenho torcida pra que dê certo e que consiga pelo menos um lugar que pague legal.
***********
Eu odeio morar neste lugar!

28 setembro 2006

Como eu odeio morar neste lugar!!

22 setembro 2006

Saco na cabeça

É difícil tentar explicar para quem está de fora quando você se sente sufocada. O telefone tocando o dia inteiro, as perguntas repetidas, e finalmente, você desiste de tentar se fazer entender.
Assim, você não se debate mais e quer tudo diferente (é nesse momento que eu corro pro cabeleireiro cortar o cabelo, ou vou comprar tinta para pintá-lo).
Estou cansada, e "discutir" só me faz querer ir embora mais rápido, ficar longe.
Estou tão cansada que não ligo mais se Eu não estiver magoada.
Eu não entendo o que o faz ainda querer estar comigo, e insistindo. Às vezes acho que é só o medo de terminar um namoro de tanto tempo.
Está tudo bem, mas falta vontade de tanta coisa que eu não entendo porque ele sempre acha que é tão pouco.

20 setembro 2006

Estou voltando

Depois de todos os acontecimentos, estou voltando a Vitória.
Não queria, não esperava por isso, mas... não tenho para onde correr.
Quem sabe trabalhando, levando uma vidinha normal, as coisas não voltem ao normal?

10 setembro 2006

Não Vou Me Adaptar
Composição: Arnaldo Antunes

Eu não caibo mais nas roupas que eu cabia
eu não encho mais a casa de alegria
os anos se passaram enquanto eu dormia
e quem eu queria bem me esquecia
será que eu falei o que ninguém ouvia?
será que eu escutei o que ninguém dizia?
eu não vou me adaptar, me adaptar
eu não tenho mais a cara que eu tinha
no espelho essa cara já não é minha
é que quando eu me toquei achei tão estranho
a minha barba estava deste tamanho
será que eu falei o que ninguém ouvia?
será que eu escutei o que ninguém dizia?
eu não vou me adaptar, me adaptar

07 setembro 2006

Sentir


Eu quero sair dessa anestesia, quero voltar a sentir o toque, o cheiro, a vida.
Sair dessa hipnose, acreditar de novo no possível.
Sentir a batida do meu coração, me pegar sorrindo na fila do banco.
Sair na rua num dia de chuva sem guarda-chuva e sentir a garoa fina.
Tudo, sentir, o beijo, o toque, a mão, o riso.

06 setembro 2006

05 agosto 2006

E no churrasco...

Pessoas ao natural ( e bêbadas, ou quase!).


26 julho 2006

Às vezes...


é só difícil...
é só respirar fundo...
é só se levantar e sair...
é só não abrir o guarda-chuva...
é só abrir uma janela...

21 julho 2006

Botas e chapéus

"MAis uma vez você vai
Leva um pedaço de mim
Mais uma vez vou ficar te esperando aqui..."
Eu nunca imaginei um lugar desses aqui em Vitória, um lugar chamado "Sallon".
A programação era ir à Wall Street (uma boate que dá gente bonita), mas por força maior (problemas de mulheres do Ricardo) concordamos em procurar outro lugar para ir. Bia e eu arrumadinhas juntas de 3 meninos, bom, já que estávamos fora de casa mesmo...
Eu não acreditei, foi divertido e MUITO engraçado.
Forró, vanerão e xote, detalhe, eu me senti no Baile do Texas de Wenceslau Braz. Pior, eu sabia algumas músicas por causa disso.
Haha, valeu a pena!!!

02 julho 2006

Vai chorar na cama que é lugar quente!!!!
Eu não agüento mais essa lamentação!
Perdeu, acabou!

22 junho 2006

A média

"Se crês que algo lhe pertence, deixa-o escapar. Se volta é que sempre foi teu, se não volta é que nunca o foi."
Não é a máxima pq às vezes a possessão acaba com tudo, às vezes acaba porque tem que acabar, vai saber?

18 junho 2006

ai,ai

Eu ainda não entendo por que os meios de comunicação insistem em tentar amenizar o preconceito dividindo as pessoas por subespécies. Raça É subespécie!
**********************
É o medo das pessoas sobre o que virá que fez com que criassem as religiões. O medo do esquecimento absoluto e o medo da escuridão eterna (apesar de morto não ver nada!).
Há 2 finais de semana assisti um filme, do qual não me lembro o nome, em que um publicitário dizia que o que move a economia é o medo, e eu concordei.
Por medo escolhemos o que faremos para o resto da vida ou deixamos um relacionamento, ou fazemos qq coisa. Ainda bem que existem pessoas que pensem sempre no plano B, sem elas estaríamos extintos ou regridiríamos à era medieval (o que seria a mesma coisa).
Que viagem!!!

15 junho 2006

Monstrinhos!


Pra quem conhece sabe do que estou falando, eu tenho um gremlin e minha irmã tem outro!(risos)
Elas não me deixam dormir!
Roubam o meu lugar na minha cama!
E, pior, não páram um segundo!!!!
É cansativo, mas vale a pena!!!
"Qualquer semelhança é mera coincidência"
********
Passei sem saber da existência do pentacampeonato da seleção brasileira na copa do mundo, este ano, sendo, praticamente, obrigada a assistir os jogos não me arrependo, só tem pelada (não mulheres, os jogos!).
Várias seleções de pernas-de-pau!
Eu também vou torcer pra seleção da Costa do Marfim, é mais justo!!!
************

12 junho 2006

Bagunça!!!!
É muito bom sair para dar risadas!!!
Sempre que volto sinto saudades!!!

09 junho 2006

mangá


Depois de alguns meses finalmente consegui encontrar o volume II do mangá BUDA, caro para uma pessoa sem renda, mas comprei-o. Muito legal!
Pra quem gosta de bicho, principalmente, e não sabe muita coisa sobre budismo.
Conheço uma pessoa que diz que no Japão se aprende as coisas lendo mangás (risos).
Bom, essa influência das HQs na minha vida chega a ser cômica, mas eu gostei muito, de verdade de ter descoberto este mundo.
**************
Bia, sessão Lulu, com certeza!!

04 junho 2006

De perto, alguém é normal? - parte 1

Algumas coisas a maioria das pessoas não pensam por que não gostam, como chá verde, dormir de roupa, ou comer pão com "Nescau".
Em um desses momentos sem ter o que fazer, ou mesmo sem vontade de fazer nada, estive pensando do porquê eu não gostar de dormir de meias (mesmo porque aqui está fazendo frio de doer).
Eu não consigo mesmo, até me deito e me cubro ainda de meias, mas no início do sono... as tiro. Pois é, mas eu tenho um par de meias de dedinhos (toda vez que as vejo tenho vontade de rir) que eu adoro.
Então percebi que eu não gosto é de ficar com todos os dedos ocupando o mesmo espaço, sem liberdade, nas meias de dedinhos cada pododáctilo (dedo) têm seu espaço individualizado proporcional a seu próprio tamanho natural (bom, pelo menos os meus são em escadinha), ficam envoltos por completo sendo impossível sentí-los frios depois de um tempo.
Maluquice?? "Maybe", mas você já parou para se perguntar por que a maioria das pessoas só pensem em sorvete no verão??

31 maio 2006

You Can't Always Get What You Want
Rolling Stones
Composição: Mick Jagger e Keith Richards

I saw her today at the reception
A glass of wine in her hand.
I knew she was gonna meet her connection,
At her feet was a footloose man.
And you can't always get what you want,
Honey, you can't always get what you want.
You can't always get what you want
But if you try sometimes, yeah,
You just might find you get what you need!
I went down to the demonstration
To get our fair share of abuse,
Singing, "We gonna vent our frustration.
"If we don't we're gonna blow a fifty amp fuse.
So, I went to the Chelsea Drugstore
To get your prescription filled.
I was standing in line with my friend, Mr. Jimmy
.And man, did he look pretty ill.
We decided that we would have a soda,
My favorite flavour was cherry red.
I sing this song to my friend, Jimmy,
And he said one word to me and that was "dead."
And I said to him
And you can't always get what you want, honey.
You can't always get what you want.
You can't always get what you want.
But if you try sometimes, yeah,
You just might find you get what you need!
I saw her today at the reception.
In her glass was a bleeding man.
She was practiced at the art of deception;
I could tell by her blood-stained hands.
And you can't always get what you want, honey.
You can't always get what you want.
You can't always get what you want,
But if you try sometimes, yeah,
You just might find you get what you need!
And you can't always get what you want, honey,
You can't always get what you want,
You cant always get what you want,
But if you try sometimes, yeah,
You just might find you get what you need

28 maio 2006

Saldo do casamento


Ressaca, estórias para contar, 3 pontos no pé, amizades iniciadas, saudades mortas, dor muscular e a cara de feliz dos pais e irmãos da minha prima que casou.
A noiva, mais feliz impossível, mais nervosa impossível e o alívio na festa.
Foi muito bom!
Mas ainda é estranho saber que a Lisa tá casada.

27 maio 2006

No dia do casamento...


Eu tenho uma cachorra
Que é muito pretinha!
Fiquei com um dó por deixá-la no canil, espero que ela esteja bem, que esteja comendo direitinho.
***************
Ilsson, vc vai ter que clicar em lembre-me.
***************
Car... eu tenho uma prima que vai se casar hoje! Doideira!! E eu sou madrinha!
***************
Amor, tô com saudades!

22 maio 2006

Guia dos curiosos

Acho que todo o mundo tem um amigo, um primo, um irmão, que parece o "Guia dos curiosos" ambulante. Eu tenho um primo, não , tenho dois.
Assistindo um programa na TVE me lembrei deles, o programa se chama comentário geral, é legalzinho, mas deve ser inspirado no guia, não é possível. ME lembrei mais pq não resisti em saber pq o arco-íris tem o nome de arco-íris, veio da mitologia, mas eu não vou ficar explicando, não, pra isso existe a WIKIPÉDIA.
****************
Saudades de amigos!
GENTE, DÊEM SINAL DE VIDA NO MEU BLOG!!!!!

08 maio 2006

Ele é demais!

"Quem é essa que caminha ao meu lado? Esguia.
Seu olhar perdido como o meu
Intermitentemente nos encontramos em um sorriso
Caminhando,mãos dadas, não suo mais.
Acho que o calor também era um pouco de medo.
Teu sorriso ilumina tanto.Teu olhar me consome. Você não percebe?
Afastados cada minuto parece tão vazio.
Ao teu lado a eternidade é fugaz.
Porque os fins de semanas são tão curtos?
As mãos, os dedos finos, uma cicatriz aqui outra ali...
Os cabelos, você prefere curtos, mas teimam em serem
lindos mesmo longos.
Teu olhar... Uma tristeza não sei de quê, ou sei?
Uma paz que me preenche vinda desse brilho bobo dos teus olhos.
Um sentimento que cura todas as cicatrizes.
Te amo. "

E vou mostrar a todos o que ele diz e me convencer de que vai ficar tudo bem, o silêncio é só calma.

20 abril 2006

Pergunta feita pelo Dr. Fernando, da FATEC, em sua prova final do curso de maio de 1997. Este doutor é reconhecido por fazer perguntas do tipo: "Por que os Aviões voam?" em suas provas finais.
Sua única questão na prova final de maio de 1997 para sua turma foi: "O inferno é exotérmico ou endotérmico? Justifique sua resposta".Vários alunos justificaram suas opiniões baseados na Lei de Boyle ou em alguma variante da mesma.
Um aluno, entretanto, escreveu o seguinte:
Primeiramente, postulamos que se almas existem, então elas devem ter alguma massa. Se elas têm, então um conjunto de almas também tem massa.Então, a que taxa as almas estão se movendo para fora e a que taxa elas estão se movendo para dentro do Inferno?Então podemos assumir seguramente que, uma vez que uma alma entra no inferno, ela nunca mais sai.Por isso não há almas saindo.
Para as almas que entram no inferno, vamos dar uma olhada nas diferentes religiões que existem no mundo hoje em dia. Algumas dessas religiões pregam que se você não pertencer a ela, você vai para o inferno...Como há mais de uma religião desse tipo e as pessoas não possuem duas religiões, podemos projetar que todas as pessoas vão para o inferno.
Com as taxas de natalidade e mortalidade do jeito que estão, podemos esperar um crescimento exponencial das almas no inferno.
Agora vamos olhar a taxa de mudança de volume no inferno. A Lei de Boyle diz que para a temperatura e a pressão no inferno serem as mesmas, a relação entre a massa das almas e o volume do inferno deve ser constante.Existem então duas opções:
1) Se o inferno se expandir numa taxa menor do que a taxa com que as almas entram, então a temperatura e a pressão no inferno vão aumentar até ele explodir.
2) Se o inferno estiver se expandindo numa taxa maior do que a entrada de almas, então a temperatura e a pressão irão baixar até que o inferno se congele.
Se nós aceitarmos o que a menina mais gostosa da FATEC me disse no primeiro ano: "só irei pra cama com você no dia que o inferno congelar" e levando-se em conta que ainda NÃO obtive sucesso na tentativa de ter relações sexuais com ela, então a opção 2 não é verdadeira.Por isso o inferno é exotérmico.
O aluno Sérgio Fonseca tirou o único 10 da turma.

10 abril 2006

é

Eu tinha algumas coisas para escrever sobre machismo, desde a semana passada, mas os textos acabam ficando só na minha cabeça (não é nenhuma "direta").
Havia me lembrado de algumas coisas como a expressão "tirar água do joelho", é usada por homens e em sua origem era para "dizer" o tamanho do pênis, é, se é tão grande, seu comprimento vai até o joelho , entenderam?? E lembrei das aulas de anatomia humana no meu primeiro ano de faculdade, a posição anatômica masculina é em ereção, gente, o pênis é o símbolo da virilidade, por isso se ele não fica ereto...
Ao contrário do que alguns pensam, querer que um homem seja educado (quer abrindo a porta do carro, dando passagem, essas coisas) não quer dizer que nós mulheres estejamos regridindo e batendo palmas para o machismo, como escrevi, é educação.
****************
Vendo ontem o "Fantástico" naquela matéria sobre blogs, cheguei à conclusão de que precisaria apelar para aumentar o número de acessos e poder ganhar algum com o que escrevo. Mas não vou me corromper!
****************

06 abril 2006

o meu vício

Eu preciso do meu computador funcionando.
Eu preciso de internet.
Estou gastando dinheiro para poder usar a internet, um absurdo!
************

Bia, cadê você?? Quais as novidades???
Saudades!!
Sílvia, quais as novidades deste ano?? (risos)
Minhas flores, saudades, a cidade aqui é tão parada...
************

Eu tô é ganhando dinheiro fazendo bijuterias!!
************

25 março 2006

"A vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida"

07 março 2006

A despedida

A Bia inventou a despedida mais louca e engraçada que eu poderia imaginar. E valeu muito! Matei minha curiosidade, me embebedei e voltei pra Petrópolis lembrando e rindo de tudo. Foi muito bom, pena que agora nos vejamos tão pouco, sinto saudades!!
**********
Voltei na sexta feira de Carnaval e não me arrependo! Dormi na minha cama, passeei com a minha au-au, assisti a filmes. Tudo o que eu queria do meu carnaval, nada!
**********

22 fevereiro 2006

TPM

Eu confesso! Eu tinha TPM, e das bravas!! Era horrível, mas agora...
Bom, eu não sangro todo mês (que alívio!). É um pouco escatológico, concordo, mas o ponto não é esse!
O ponto principal é que eu não saio distribuindo patadas por aí e me chateio tanto quando acontece isso comigo. E na maioria das vezes não pela TPM, ou seja, é de graça, sem qualquer justificativa.
Mulheres na TPM eu até relevo, entro em alfa e deixo reclamar, mas com homens (mesmo que não menstruem é equivalente), a vontade é de deixar falando sozinho.
PQ esse assunto??
Ah é, é o estresse do Gibran, que saco!

17 fevereiro 2006

Agora Falando Sério

Composição: Chico Buarque

Agora falando sério
Eu queria não cantar
A cantiga bonita
Que se acredita
Que o mal espanta
Dou um chute no lirismo
Um pega no cachorro
E um tiro no sabiá
Dou um fora no violino
Faço a mala e corro
Pra não ver a banda passar
Agora falando sério
Eu queria não mentir
Não queria enganar
Driblar, iludir
Tanto desencanto
E você que está me ouvindo
Quer saber o que está havendo
Com as flores do meu quintal?
O amor-perfeito, traindo
A sempre-viva, morrendo
E a rosa, cheirando mal
Agora falando sério
Preferia não falar
Nada que distraísse
O sono difícil
Como acalanto
Eu quero fazer silêncio
Um silêncio tão doente
Do vizinho reclamar
E chamar polícia e médico
E o síndico do meu prédio
Pedindo pra eu cantar
Agora falando sério
Eu queria não cantar
Falando sério
Agora falando sério
Preferia não falar
Falando sério

16 fevereiro 2006

sei lá

05/06
********************************
Sabe aquela sensação de desmoronamento quando você percebe que você não sabe de tudo o que deveria saber??
Sensação de desmoronamento: cadê o chão?? Parece que o teto vai cair na cabeça e não tem pra onde correr.

10 fevereiro 2006

Risos

Há tanto tempo não me divertia desse jeito!
Antigamente era na casa da Denise, ou lá em casa. Nos arrumávamos para sair e saíamos todas juntas.
Dia 3 foi aniversário de Bia e foi como antigamente, um monte de meninas juntas, todas se arrumando na casa da própria Bia para irmos à Swingers. Dançamos muito (éramos 6 meninas) e tínhamos guarda-costas (risos).
Ontem saímos para comer e também foi muito engraçado, quanta gente falando merda junta!
Eu precisava me divertir desse jeito!
***************
Ah, Bia, quanto a ser ou não simpática, se sou eu não sei, mas eu não faço questão.
**************
Amor, tô com saudades e morrendo de calor!

27 janeiro 2006

Você Pode Ir Na Janela
Gram

Se não vai
Não desvie a minha estrela
Não desloque a linha reta
Você só me fez mudar
Mas depois mudou de mim
Você quer me biografar
Mas não quer saber do fim
Mas se vai
Você pode ir na janela
Pra se amorenar no sol
Que não quer anoitecer
E ao chegar no meu jardim
Mostro as flores que falei
Vai sem duvidar
Mas se ainda faz sentindo, vem
Até se for bem no final
Será mais lindo
Como a canção que um dia fiz
Pra te brindar
Você pode ir na janela
Pra se amorenar no sol
Que não quer anoitecer
E ao chegar no meu jardim
Mostro as flores que falei
Você só me fez mudar
Mas depois mudou de mim

21 janeiro 2006

Eu quero novidades!!



O legal da influência de outras pessoas sobre as coisas de que gostamos é que se GOSTAMOS mesmo o expectro se amplia!
O Gibran me "apresentou" aos quadrinhos e nessa, de vez em quando, compro algo do Batman (não é das melhores escolhas, mas dá pro gasto) e do Demolidor (que lemos juntos em acordo!), fiquei fascinada por mangá, e a estória de BUDA e Musashi (em vários volumes) são a minha nova obcessão (risos).
**********
Finalmente me encontrei com Bia! E ela quer me levar em um lugar no mínimo diferente, e eu vou!
Gibran, queria que vc pudesse ir comigo!
**********
Já sei!

19 janeiro 2006

Uma conversa... (parte 1)

- Se Deus quiser...
- É? Por quê?
- Porque é Deus!
- Mas porquê se ele quiser??Por que ele não quereria?
- É uma expressão...
- Se não diz o que você quer dizer, por que a usa? Se você acredita, ele não é pai? Você já viu pai querer mal ao filho?
- Não, mas...
- O que?
- Se ele quiser, sim, ele sabe se estou pronto ou não para receber a graça.
- É? E você não merece??
- Mereço!
- Então?
- Eu confio no Senhor...
- Ainda não entendi: Você merece, mas não sabe se está pronto? Como assim?
- Como eu vou te explicar?
- Não entendo! Você reza, não reza?
- Rezo!
- Você lê à Bíblia, não lê?
- Leio.
- Você crê na Bíblia?
- Creio.
- Você segue os mandamentos?
- Sigo, sigo, sim!
- Então por que você não sabe se está pronto?

16 janeiro 2006

- Cansei!
- De quê? Você não fez nada!
- Cansei de pensar.
- Só você mesmo pra falar uma coisa dessas.
- O que? Você quem quis saber do que estou cansada.
- É, queria te mostrar que não tem motivo.
- Você quem pensa!
- E em que você pensa tanto?Tem a ver com a gente?
- Você só pensa nisso, né? Egoísta!
- Tá, no quê então?
- Um monte de coisas, ué!
- EM QUÊ???
- Nada.
- Tá vendo, você não tem motivo para cansar.
- E você tem preguiça de pensar! Nunca vi isso!

Que saco!

O pior do machismo é sua manifestação entre as mulheres.
Não me venha reclamar da galinhagem masculina, ou da grosseria, ou da completa falta de educação e tato se você, convicta de que eles devem pagar a conta não faz nunca menção a dividir, se é capaz de soltar a frase mais escrota do mundo (claro, dentro de todo um contexto) "ele é homem, pode", se é capaz de perdoar uma bofetada porque ele é homem, se não é capaz de fazer serviços elétricos ou mecânicos (trocar lâmpadas, essas coisas) dentro de sua própria casa por pensar ser coisa de homem, quando engravidar pense bem em sua criação e na que dará ao filhote.
E, ah, não venha chorar no meu ombro, isso é tudo culpa sua!

14 janeiro 2006

O pingüim

Por causa dele eu comecei este blog e em poucos meses abandonei-o como assunto. Para tudo há uma explicação, ele ficou mudo, entrou em coma e morreu.
Foi muito traumatizante e triste pra mim, por isso não falei a respeito.
Talvez mude o nome do Blog, ainda não sei. Assim fica meio sem sentido, né?
****************
Sra. Incrível, o que houve com a casa dos trinta?
Gibran, vou tentar voltar uns dias antes para irmos a alguns lugares aí no Rio (sem reclamações, por favor).
****************
Não agüento o calor desta cidade e a falta de opções de ter o que fazer.

12 janeiro 2006

lâmpada mágica!

Quando os meus peitos começaram a crescer, principalmente no verão, eu desejava ter nascido menino.
Quando eu menstruei pela primeira vez eu desejei não ter útero!
Ainda bem que a medicina evolui! De 3 em 3 meses eu tomo uma injeção e estou sem menstruar! Maravilhas da ginecologia!
Ainda não resolvi meu problema no calor, mas melhor assim, mas quem sabe um dia eu faço topless. HAHAHA

11 janeiro 2006

Eu copiei do Free sex foundation!
"(...)
Texto do Diário de Bordo do Astronauta Roger

Em cada sentimento meu
Tem um espírito ateu E uma alma reencarnada
Um orgulho plebeu E uma nobreza calada
Uma certeza nítida Em eterna dúvida
Um cruel bandido E um anjo perdido
Um livro aberto E um segredo guardado
Um futuro incerto E um imenso passado
Um destino certo E um projeto abandonado

Em cada sentimento meu
Tem um sentido E um rumo inexistente
Um desejo contido E um medo persistente
Uma vontade que desiste E uma esperança que existe
Um desencanto E um contentamento
Um amigo santo E um demônio atento
Uma inteligência sólida E ingenuidade
Uma demência mórbida E serenidade

Em cada sentimento meu
Tem uma contradição E uma lógica sem chão
Um desânimo juvenil E um desabafo senil
Uma harmonia Em confusão
Uma agonia E uma razão
Um colapso vulcânico E a calma de um lago
Um pânico E um afago
Um verso doce e amargo
Que se intrometeu
Em cada sentimento meu
(...)"
Interessante a e-zine. Endereço: http://www.argumento.net/

Esdrúxulo!

Não vou falar da tal da Raica ou do Fashion Rio pq eu não sou jornalista e nem estou cobrindo a futura ex-qq-coisa do Ronaldinho (se tivesse de ficar seguindo as celebridades viraria camelô).
Se eu tivesse opção, com certeza não traria a Milu pra cá. Eu fiquei indignada quando soube que é proibido animais no calçadão da praia, nos parques e praças da cidade, aí eu fiquei prestando atenção para entender a razão (que é bem simples): os capixabas que têm cães, e que passeiam com eles são PORCOS, aqui em Vitória a cada 5 passos você tem que se desviar dos dejetos sólidos de algum cachorro que passou por ali antes.
Eu sou até implicante com os cariocas, mas TODOS quando vão passear com seus cachorrinhos saem com pelo menos uma sacolinha plástica na mão, para uma eventual ou rotineira parada de seu cão pelo caminho. São raros os presentes pelo caminho.
E por isso, pela porquice da maioria a minha cachorra não pode correr nem brincar num gramado, pq a prefeitura proibiu. A coitada fica o dia inteiro em casa torcendo pra alguém levá-la para passear, e quando leva é um desespero só, ela corre pra rua, e volta pra casa frustrada (eu juro!).
Um absurdo!

A musa do verão


Ela é pretinha, sim! Ela é "sarada" caminha quase todos os dias, corre quando tem espaço, foi a mamãe Noel na festa de Natal, foge dos enlouquecidos na rua, e conquistou toda a família, das crianças aos adultos! É a Milu!
De verdade, é a sensação!

***************
O calor desta cidade faz com que eu durma a maior parte do dia, não resisto acordada! Fora a dor de cabeça! Um horror!
Além de não ter muitas opções, não tenho companhia para nada. Estão todos (ou quase) namorando, ou trabalhando, ou estudando, ou tudo junto. Um saco!
Estou tentando me ocupar e ganhar um troquinho, mas tá difícil! Fazer o quê? Emprego temporário não existe mais e ninguém contrata gente sem experiência (tio Fábio, assina minha carteira de trabalho que eu AINDA vou fazer e seja minha referência de empregador anterior? HAHAHA!! - só rindo).