23 dezembro 2006

Diversão divertida

É, eu bebi de terça pra quarta, mas se a noite não tivesse terminado como foi tenho certeza que o meu dia seguinte não teria sido tão merda.
Simplesmente não aguentava mais ficar dentro daquela casa, a agressão já estava me matando, então dei meu jeito e consegui, mesmo não tendo sido chamada, encontrar os meninos.
(naquele dia eu só queria ter saído com o "peguete" e me divertido com ele um pouco, mesmo não tendo falado pessoalmente com ele esperei durante o dia uma resposta ao meu torpedo - preciso tentar entender o q aconteceu comigo)
Bom, então, lá com eles, já irritada e tendo que ouvir que precisava de um calmante, acompanhei-os na cerveja. Realmente a noite foi divertida, apesar do choro com o meu amigasso e da tentativa de reaproximação (sem putaria) com o outro garoto.
Se me perguntarem o q aconteceu aquela hora, eu não sei. Discutimos nem sei porquê e brigamos. Que merda!!!
Eu só precisei de plasil, cimetidina, buscopan e valium no outro dia e nem deu pra viajar. A cerveja ajudou, mas a briga foi fundamental, eu me conheço.
*************
Depois dos dias em que me senti bem, querida e lembrada, não entendi mais nada. Pensei várias vezes em como agi, e acho q só respondi do mesmo jeito com que fui tratada, não estava grudenta. OU fui, sei lá, cada um entende de uma maneira diferente.
Ah, lembrei, depois a briga era porque eu não era diferente do que sou (bom, isso pra não ser mais explícita pq realmente não entendi o problema - tá, comentário em off).
Cara... eu odeio ser assim, ficar pensando numa coisa que não será diferente, ter que ficar especulando para tentar me sentir melhor. Até pedir desculpas para uma pessoa que foi metida na conversa do nada, eu pedi.
E pra quem eu queria pedir desculpas de verdade por sair da linha, não consegui, ele devia estar dormindo, ou quem sabe não atendeu ao tel de propósito ( o que eu faria).
*************

16 dezembro 2006

Summertime

Composição: G. Gershwin, D. Heyward, I. Gershwin

Summertime, time, time,
Child, the living's easy.
Fish are jumping out
And the cotton, Lord,
Cotton's high, Lord, so high.

Your daddy's rich
And your ma is so good-looking, baby.
She's looking good now,
Hush, baby, baby, baby, baby, baby,
No, no, no, no, don't you cry.
Don't you cry!

One of these mornings
You're gonna rise, rise up singing,
You're gonna spread your wings,
Child, and take, take to the sky,
Lord, the sky.

Until that morning
Honey, n-n-nothing's going to harm you now,
No, no, no, no, no, no, no, no, no, no, no, no, no, no, no, no,
No, no, no, no, no, no, no, no, no, no, no, no, no, no, no, no,
No, no, no, no, no, no, no, no, no,
Don't you cry,
Don't you cry,
Cry.

15 dezembro 2006

eu em Ctba

Me aventurei em solo curitibano. Fui ver a Denise e a Carla. POr ter que esperar um tanto para vê-las quando cheguei fui assistir happy feet (o filme do pingüim que sapateia). Comemos uma pizza gigantesca, que em 11 pessoas só duas conseguiram comer mais meio pedaço.
E no outro dia pela manhã, eu estava com febre alta!! Ai, que droga.
A Carla muito querida foi me ver depois do trabalho e me levou um suco (muito bom, por sinal), e depois fomos pra casa dela assistir "O código Da Vinci".
Bom, não aproveitei a cidade, praticamente não vi nada, mas vi as minhas 2 queridonas que não via há anos!!!
Conheci a "galera" delas (pelo menos uma parte).
tem fotos, que depois posto.

08 dezembro 2006

A razão de estar aqui

Vim pra tirar carteira de motorista, melhor, terminá-la pq já havia iniciado o processo no DETRAN há uns 4 anos (tem noção???) e ia caducar agora em Dezembro, então dei um jeito e vim pra esse buraco. Fiz aulas de direção, balisa, e ontem foi o teste, e eu passei.
Estou habilitada, mas sem habilitação.
Ainda não sei exatamente o dia em que volto pra Vitória, mas volto.
******************

Ai, eu tô com saudade da Milu!!

05 dezembro 2006

04 dezembro 2006

Canoagem


A minha aventura em Wenceslau me deu a oportunidade de ir à canoagem no sábado(AO BAILE - aqui no interior tem baile). A banda era ruim, a cerveja estava quente e não lotou, mas mesmo assim foi bom. Estava com meus primos q vejo de tempos em tempos, nos divertimos, dançamos muito e revi relativamente bastante gente. O Vi q conheço desde os meus 5 anos de idade, a Maíra (irmã do Tiago Alves q era pequenininha de tudo e virou um mulherão q nem se lembrava de mim), a Ingrid q estudou comigo no positivo, o Rebert (com quem nem fui falar pq estava com namorada a qual tenho quase certeza q fez plástica no nariz), a Francine q jogou vôlei comigo.
Me diverti muito e acordei imprestável e estou com dores musculares até hoje (não fiz nada demais, só não estou acostumada a usar salto alto, nem tenho o hábito de dançar como uma louca aos finais de semana).
Bom, sexta tem mais. A Nádia que é uma pipoca quando o assunto é farra, me fez prometer sair com ela. Vai ser bom como sempre.